quinta-feira, 26 de junho de 2008

Olívia desiste de candidatura e apóia Pinheiro

Ontem à noite, foi anunciada a desistência de Olívia Santana PCdoB) na disputa à prefeitura de Salvador. A decisão será oficializada na convenção do PT, que acontece no dia 28. A candidata atendeu aos pedidos do governador Jaques Wagner e abriu mão de sua candidatura em função de formar uma frente de esquerda que tenha possa ser competitiva e chegar ao segundo turno. “Ele [Wagner] fez apelo dizendo que estava preocupado com a pulverização da base e ele estava preocupado que a esquerda não passasse do primeiro turno. Em razão disso resolvemos adiar nosso projeto", disse a comunista do Brasil ao G1.
Contudo, Olívia não deixou de lado suas críticas às decisões do Partido dos Trabalhadores e declarou ao G1: "O PT precisa aprender que não pode apenas receber apoio, mas também apoiar. É muito difícil ter reciprocidade na relação com o PT". Ao UOL Notícias ela disse que a responsabilidade pela crise na esquerda em Salvador é do PT: "Deixei claro para o governador que a crise política das esquerdas em Salvador foi provocada pelo PT, que, durante todo o processo, não teve habilidade para formar uma frente."
Neste momento, já próximo do fim do prazo para oficializar em cartório as camapanhas (19 de julho), o cenário político de Salvador tem quatro candidatos que travam dura concorrência: os deputados federais Antonio Carlos Magalhães Neto (DEM) e Walter Pinheiro (PT), o ex-prefeito Antonio Imbassahy (PSDB) e o candidato à reeleição João Henrique Carneiro (PMDB).

Um comentário:

Mario disse...

Previsivel.. Ela nao tem condição de nada sozinha. Resta saber se tem acompanhada. Ao menos pode tentar vencer para vereadora.